Satélite Sentinel-2A-2B…Feitos para a agricultura?

18/03/2017   JY   Geotecnologias

Resultado de imagem para El satélite Sentinel-2B

Olá pessoal,

Será mesmo heim? Será que podemos assim dizer que ele tem poder suficiente para garantir uma exitosa cobertura agrícola? Há possibilidades!

Após de ter sido colocado em órbita, o satélite Sentinel-2B da União Europeia enviou suas primeiras imagens da Terra, oferecendo uma facinante capacidade que ele e seu “gêmeo” Sentinel-2A vão proporcionar ao programa de monitoramento ambiental Copernicus.

Os satélites Sentinel-2 destinam-se a fornecer dados sobre a gestão ambiental, por exemplo, a partir deles pode gerar mapas de áreas de queimadas e a gestão de áreas agrícolas, para caracterizar as culturas e de definir estratégias para otimizar o uso de fertilizantes.

O Sentinel-2 B orbita em 786 quilômetros e de cinco em cinco dias cobre a superfície da terra, grandes ilhas, rios, lagos e águas costeiras, graças à câmera multiespectral com 13 bandas (a maioria das bandas de materiais do solo ) de alta resolução com 10 metros, com um campo de visão que vai varrer 290 km.

 Irá acompanhar o desmatamento ou a desertificação em algumas áreas e estudar o impacto das alterações climáticas, por exemplo, analisando o recuo das geleiras.

Gente, confesso pra vocês esse satélite já é promissor no setor ambiental e agrícola brasileiro, o qual promoverá tomadas de decisões bastantes importantes para o mercado e meio ambiente.

“Com o lançamento da unidade B, a qualidade dos produtos de dados aumentará e o Copernicus poderá gerenciar e proteger melhor o meio ambiente e os recursos naturais, além de melhorar a segurança civil”, disse Philippe Brunet, Diretor de Política Espacial e Defesa da Comissão Europeia.

Até os próximos posts!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Sobre Jana Yres

Graduação em Engenharia Agrícola-UFCG , Atuação profissional: AESA (Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba). Áreas de atuação: Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto. Aplicação de aulas de SIG e PDI , atuação nas áreas de agrometeorologia, irrigação e drenagem (zoneamentos agrícolas), trabalhos em campo com dimensionamento de áreas (Agrimensura) e Mapeamentos aplicados a projetos rurais, florestais e recursos hídricos. Gestão Ambiental - analise e consultoria. É professora de Língua Espanhola. Participa de um projeto social da UFCG, o cursinho pré-vestibular solidário.

Publicado em 18/03/2017, em SIG - Sistemas de Informações Geográficas. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: