Welcome: 5th International Symposium on Tropical Wines 2016

24/08/2016   JY  Geotecnologias

uvas

Olá, Hello, Hola…

Global wine production is characterized by the history of traditional European wine industry in countries known as “Old World”. Recently, the countries of the “New World” expanded the geography of vitiviniculture in the production of quality wines, as is the case of the United States, Chile, Argentina, South Africa , Australia, New Zealand, and Brazil .The common characteristic between viticulture in the Old and New World is the single growth cycle of grapevines and the single grape harvest per year.
The International Symposium on Tropical Wines focuses on wines that are obtained from grapes grown in vineyards located in regions where temperatures during the year allow for more than one vegetative cycle and one or more harvests per year, as per the OIV’s definition. This viticulture is being developed in non-traditional regions, located in new latitudes of the world, and is singular and unique in comparison with traditional “Old” and “New World” regions.
This new geography in the world wine production is established in many countries: in South America – Brazil, Ecuador, Peru, Venezuela; in Asia – Thailand, India, Indonesia, Myanmar, Bali, and Vietnam; in Africa – Ethiopia, Gabon, Kenya, Namibia, and Tanzania; and in Oceania – French Polinesia.
Tropical viticulture is very particular and diverse in relation to viticulture practiced in temperate regions. Several features of this new viticulture are current challenges compared to traditional viticulture. In light of this scenario, the main objectives of the Symposium are to:
a) Promote RD&I for tropical wine production at international level;
b) Integrate private and public institutions to develop tropical wine production and market in the world;
c) Foster interaction between tropical wine producers in different countries and international cooperation for the development of tropical wine production.
The 5th International Symposium on Tropical Wines – ISTW 2016 will be held in Petrolina, the main tropical wine producing region in Brazil located in the São Francisco Valley. In this region, the tropical semi-arid climate allows farmers to produce grapes and wines all over the year.
The Symposium takes place from October 19th to 21st , 2016, just before the 39th OIV Congress in Brazil.
Português

A produção mundial de vinhos é caracterizada pelo histórico da vitivinicultura tradicional europeia, nos países do chamado “Velho Mundo”. Mais recentemente, os países do “Novo Mundo” vieram a ampliar a geografia vitivinícola na produção de vinhos de qualidade, como é o caso dos Estados Unidos, Chile, Argentina, África do Sul, Austrália, Nova Zelândia e Brasil, entre outros. O que é comum entre a vitivinicultura do Velho e do Novo Mundo é a característica de um ciclo da videira e uma colheita de uvas por ano.

O Simpósio Internacional de Vinhos Tropicais foca em vinhos (vinho conforme definição da Organização Internacional de Uva e Vinho – OIV) obtidos de uvas produzidas em vinhedos localizados em regiões onde as temperaturas durante o ano permitem ter mais de um ciclo vegetativo por ano e uma ou mais colheitas por ano. Esta viticultura está sendo desenvolvida em regiões não tradicionais, contemplando novas latitudes na viticultura do globo, sendo singular e única em relação às regiões tradicionais do “Velho” e do “Novo Mundo”.

Esta nova geografia vitivinícola está estabelecida em diversos países do mundo, incluindo: na América do Sul – Brasil, Equador, Peru e Venezuela; na Ásia – Tailândia, Índia, Indonésia, Myanmar, Vietnam e Bali; na África – Etiópia, Gabão, Quênia, Namíbia e Tanzânia; na Oceania – Polinésia Francesa.

A vitivinicultura tropical é muito particular e diversa em relação à praticada em regiões de clima temperado, e suas características são atualmente um desafio em relação à vitivinicultura tradicional. Tendo em vista este cenário, o Simpósio tem como principais objetivos promover a PD&I em nível internacional para a produção de vinhos tropicais, integrar instituições públicas e privadas para desenvolver a produção e o mercado de vinhos tropicais no mundo e estimular a interação entre os produtores de diferentes países e a cooperação internacional para o desenvolvimento da produção de vinhos tropicais.

O 5º Simpósio Internacional de Vinhos Tropicais – ISTW 2016 ocorrerá em Petrolina (PE, Brasil), no Vale do rio São Francisco – principal região tropical vitivinícola do Brasil. Nesta região, o clima tropical semiárido possibilita a produção de uvas e vinhos ao longo do ano, de acordo com a escolha dos produtores vitivinícolas.

O evento acontece entre os dias 19 e 21 de outubro, imediatamente antes do 39º Congresso Mundial da Vinha e do Vinho, que também ocorre no Brasil.

Para mais informações do evento e inscrições acesse: ISTW2016
Boa sorte, good luck, suerte *
Anúncios

Sobre Jana Yres

Graduação em Engenharia Agrícola-UFCG , Atuação profissional: AESA (Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba). Áreas de atuação: Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto. Aplicação de aulas de SIG e PDI , atuação nas áreas de agrometeorologia, irrigação e drenagem (zoneamentos agrícolas), trabalhos em campo com dimensionamento de áreas (Agrimensura) e Mapeamentos aplicados a projetos rurais, florestais e recursos hídricos. Gestão Ambiental - analise e consultoria. É professora de Língua Espanhola. Participa de um projeto social da UFCG, o cursinho pré-vestibular solidário.

Publicado em 24/08/2016, em Novidades (Eventos / Cursos / Produtos). Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: