O futuro um tanto quanto GEOtécnico !

24/02/15   JY  Geotecnologias

O “boom” no uso de tecnologias de informação e comunicação tem sua razão de expansão.  O aumento da banda larga das redes seguirão um caminho semelhante, mas um pouco mais lento.
No plano geoespacial, o problema tem sido tratado por orgãos internacionais. Foi solicitado do programa das Nações Unidas na gestão Global de informação geoespacial (GGIM) em 2012 várias tendências futuras no que diz respeito a gestão de informação geoespacial. Todos os dispositivos móveis, como telefones celulares, tablets e guias estratégicos incluem várias câmeras de alta definição. Isso é geotecnologia pura.
Neste contexto, a geotecnologias da informação e geolocalização desempenham um papel cada vez mais importante devido à ampla disponibilidade de evolução livre e o baixo custo. Isto é especialmente observado em muitos serviços oferecidos pelos governos e corporações, através da utilização de meios electrônicos. Dentre elas, as atividades de marketing, gestão de tecnologia e gestão de bases de dados que se entrelaçam na transformação do cenário do governo e os negócios. Estes desenvolvimentos são explicados em grande parte pela superlotação no uso de dispositivos móveis, GPS e câmeras digitais, bem como aumento da demanda por serviços de dados geográficos e a disponibilidade de mapas on-line, bem como o maior fornecimento de aplicativos baseados em informações do geo.

TENDÊNCIAS

Confira aqui as mais importantes da industria geoespacial:

• Crescimento no uso  e em soluções de open source geospatial;
• Aumento no uso de dados geoespaciais “multimídia” – como o Google Earth, Street View, Microsoft Photosynth e foto e vídeo georeferenciados;
• Rastreamento de local (location tracking) ;GPS 
• Uso intenso de telefones inteligentes, os Smartfones;
• Geoservices , mapas interativos; geomarkentig; geo apps;
• Geotecnologias em trabalhos topográficos; 

E por ai não para. No setor do geo, temos também os softwares de imagens, como por exemplo o ArcGIS Desktop que permite ao usuário escolher os níveis de informação que deseja trabalhar, armazenados em bancos de dados geográficos ou arquivos independentes, prevendo as consultas e a espacialização de eventos pré-selecionados; a solução ArcPad que permite a coleta de dados geográficos de forma personalizada na área de interesse e a anexação de fotos tiradas por dispositivos móveis com recepção de sinal de GPS (tablets, smartphones e GPS de navegação ); e a solução ArcGIS Server que permite o gerenciamento e o compartilhamento das informações tanto em desktop quanto em dispositivos móveis.

Fonte: geocensos.com

Anúncios

Sobre Jana Yres

Graduação em Engenharia Agrícola-UFCG , Atuação profissional: AESA (Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba). Áreas de atuação: Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto. Aplicação de aulas de SIG e PDI , atuação nas áreas de agrometeorologia, irrigação e drenagem (zoneamentos agrícolas), trabalhos em campo com dimensionamento de áreas (Agrimensura) e Mapeamentos aplicados a projetos rurais, florestais e recursos hídricos. Gestão Ambiental - analise e consultoria. É professora de Língua Espanhola. Participa de um projeto social da UFCG, o cursinho pré-vestibular solidário.

Publicado em 25/02/2015, em SIG - Sistemas de Informações Geográficas e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: